AÇÕES POLICIAIS – Menino é espancado por jovem no bairro Novo Portinho

Crime aconteceu no Novo Portinho, bairro nobre de Cabo Frio. Polícia Civil analisa câmeras de segurança; vítima está na UTI.

 

Um menino de 12 anos foi espancado quando voltava da escolinha de futebol para casa no Novo Portinho, em Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, na tarde desta terça-feira (7). Segundo o pai do garoto, ele sofreu fraturas na face e na cabeça, e foi enforcado e arrastado para o mato. A vítima foi internada no Hospital Estadual Roberto Chabo, em Araruama, segundo a família, em estado grave. Ninguém foi preso. A Polícia Civil analisa imagens de câmeras de segurança, que mostram um homem de aparência jovem cometendo a agressão.
Segundo o delegado Lauro Coelho, da 126ª Delegacia de Polícia, o agressor estava de bicicleta e abordou o menino, que é morador do bairro.

126ª Delegacia de Polícia

“Foram três minutos de agressão. Ele foi abordado por um desconhecido e estamos tentando identificar o agressor. Vamos percorrer os locais que o menino frequenta para delimitar uma linha de investigação, porque está tudo muito preliminar ainda. Estamos esperando o menino ter alta para ouvi-lo”, disse o delegado.
O pai do menino contou que ele costumava ir de bicicleta para a escolinha de futebol e que o filho é uma criança carinhosa.
“Um moleque doce, carinhoso e educado, que em hipótese alguma mereceria ser vítima de uma barbárie como esta. Ele cruzou com o cara, que o pegou, enforcou, deu soco, pedradas. O homem arrastou o meu filho e jogou no mato. Não sei se achou que ele estava morto ou se assustou com uma pessoa que passou e foi embora. Ele teve fraturas na cabeça e face, necessitou de transfusão de sangue e precisará fazer uma cirurgia para recuperar o malar (osso da face), que foi quebrado”, relatou o pai.
Inicialmente o jovem foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Parque Burle. Ele foi transferido para o Hospital Central de Emergências (HCE) e depois para o Hospital Regional de Araruama.
A mãe do jovem fez um desabafo nas redes sociais: “Peço muita oração para meu pequeno. Ontem foi agredido… Muita violência… Está na UTI”.
A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria de Estado de Saúde e aguarda informações sobre o estado de saúde do menino.

Fonte G1/Inter TV