AÇÕES POLICIAIS – Operação contra propina prende um em Cabo Frio e cumpre mandados

Ação do MP acontece nesta terça-feira (19) no Estado do Rio. Cobranças seriam feita em duas cidades da Região dos Lagos.

Arma foi apreendida na casa do empresário preso na manhã desta terça-feira

Arma foi apreendida na casa do empresário preso na manhã desta terça-feira (Foto: Divulgação MP)

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) realiza uma operação nesta terça-feira (19) contra uma quadrilha envolvida na cobrança de propina a comerciantes da Região dos Lagos. Um empresário dono do maior frigorífico de Cabo Frio foi preso em casa. O objetivo é cumprir seis mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, em Cabo Frio, São Pedro da Aldeia e Três Rios.

O empresário foi preso por porte ilegal de arma. De acordo com informações do MP, na casa dele foi encontrada uma grande quantidade de dinheiro que está sendo contabilizada pela equipe do GAECO. Também houve apreensão de equipamentos e computadores no local.

Ao todo, cinco pessoas são acusadas de fazer parte de uma quadrilha envolvida em associação criminosa e lavagem de dinheiro. A ação conta com o apoio da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI).

Segundo a investigação do Gaeco, uma planilha aponta 66 registros de propinas extorquidas de comerciantes do município de Cabo Frio. De acordo com as anotações, entre 2005 e 2009 foram recolhidos valores que somam R$ 738.130,87 em cheques.

Ainda de acordo com a investigação, os cheques extorquidos dos comerciantes eram trocados em um Frigorífico da cidade, que fazia a lavagem do dinheiro. Em troca, ficava com uma comissão entre 4% e 6% do valor dos cheques arrecadados pelos fiscais.

Fonte G1/Inter TV



Publicidade