ARARUAMA – Polícia investiga se morte de vereador foi motivada por recusa em pagar propina a traficantes

Portal dos Procurados do Disque Denúncia divulgou cartaz pedindo informações sobre a morte do político de Araruama (RJ).

 

O Portal dos Procurados do Disque Denúncia divulgou nesta segunda-feira (9) um cartaz pedindo informações sobre a morte do vereador Ciraldo Fernandes da Silva (DEM), de 57 anos, assassinado no domingo (8) em Araruama, na Região dos Lagos do Rio.

Vereador Ciraldo Fernandes da Silva (DEM), de Araruama, foi morto neste domingo (8). — Foto: Reprodução

Segundo o Disque Denúncia, uma das linhas de investigação da Polícia Civil é que o vereador teria se recusado a pagar propina a traficantes. Ciraldo era dono de uma loja de material de construção.

O vereador foi executado com mais de sete disparos no bairro Fazendinha, em frente a um bar. De acordo com o Disque Denúncia, dois homens armados passaram em uma moto e efetuaram os disparos.

Quem tiver qualquer informação a respeito da identificação dos envolvidos pode entrar em contato pelos números (21) 98849-6099, 2253-1177, 0300-253-1177, pelo Facebook do Portal dos Procurados e aplicativo do Disque Denúncia.

Todas as informações sobre o caso serão encaminhadas para 118ª Delegacia de Polícia de Araruama, que está encarregada das investigações.

Segundo a Polícia Civil, foi instaurado inquérito para apurar as circunstâncias da morte e diligências estão em andamento. Ainda de acordo com a polícia, a investigação corre sob sigilo.

O político estava no quarto mandado como vereador da cidade e a Câmara de Vereadores divulgou uma nota sobre a morte.

“Com profundo pesar, a presidente da Câmara Municipal de Araruama, vereadora Penha Bernardes, comunica o falecimento do vereador Ciraldo Fernandes da Silva, decretando luto oficial de três dias no âmbito do Poder Legislativo araruamense”, diz parte da nota.

Outro político morto

O ex-vereador Sérgio Cunha de Andrade, conhecido como Serginho da Lotada, foi morto a tiros na rodovia RJ-138 em maio deste ano.

O crime aconteceu no bairro da Fazendinha, mesmo local onde Ciraldo foi morto.

 

 

Fonte G1/Inter TV