JUVENTUDE ALDEENSE COM WAGNER MUNIZ – Cidadania: Aprendizagem para a transformação social

Wagner de Souza Muniz¹
Graduando em Direito
Universidade Estácio de Sá

Diariamente ouço pessoas dizerem que estão cansadas e insatisfeitas com a situação do país; escândalos de corrupção, omissão, descaso, juventude desinformada, ausência de emprego e oportunidade, juventude nas drogas, doenças, mortalidade infantil, péssimo índice de educação, evasão escolar, resumindo; escassez de políticas públicas para juventude e políticas criminais efetivas na atual conjuntura do país. Embora haja grandes problemas que afetam a esfera política, social, educacional e econômica da República, as pessoas realmente querem mudança, mas o fato é que nem todos estão dispostos a mudar a si mesmo, suas respectivas atitudes e contribuir com a amenização da problemática, possibilitando assim, uma civilidade adequada.

A cidadania nos permite intervir na direção dos negócios públicos do Estado, participando de modo direto ou indireto na formação do governo e na sua administração, seja ao votar (participação direta), seja ao concorrer a cargo público (participação indireta). Os direitos políticos, ou de cidadania, resumem o conjunto de direitos que regulam a forma de participação popular no governo. Em seu artigo 14, a Constituição Federal elenca um conjunto de preceitos, os quais proporcionam ao cidadão a participação na via pública do País. Todo cidadão diante de um Estado democrático de direito possui direitos políticos.

Nas palavras do 44º Presidente dos Estados Unidos: “A mudança não virá se esperarmos por outra pessoa ou outros tempos. Nós somos aqueles por quem estávamos esperando. Nós somos a mudança que procuramos (Sim, nós podemos!)”, afirmou Barack Obama durante seu discurso. Pois bem juventude, que tal começarmos contribuindo com a mudança em nossa cidade de São Pedro da Aldeia? Discutir juventude, pensar na juventude e trabalhar pela juventude tem sido a minha meta frente à coordenação do projeto voluntário que criei e intitulei “Juventude Aldeense”, carregamos a seguinte descrição: “Unir a Juventude Aldeense em prol da democracia, garantir seus direitos e cumprir seus deveres, a participação social e cidadã, incentivá-los na formação de sua autonomia e pensamento crítico. Através de: projetos sociais, palestras, debates, rodas de conversa, seminários, palestras e cursos”, poder realizar esse trabalho de levar conhecimento e capacitação as pessoas, e com isso oportunizando um maior poder de análise crítica, muito me gratifica. Leonel Brizola afirmava: “Jovens, tomem o destino de vocês nas mãos próprias de vocês”, juntos construiremos a cidade que queremos, o estado e o país que sonhamos.

 

SIGA O WAGNER MUNIZ NO INSTAGRAM – CLICK NA IMAGEM ABAIXO