MACAÉ – Prefeitura de Macaé reabre terminal central de ônibus e obras serão feitas em etapas

Espaço ficou quatro dias fechado e passageiros reclamaram de falta de organização.

A Prefeitura de Macaé, no Interior do Rio, voltou atrás na decisão de manter o terminal central de ônibus fechado durante obras de manutenção. Nesta quarta-feira (24), o município reabriu o local, que parou de funcionar no sábado (20) e anunciou que as intervenções serão feitas em etapas.

Terminal central de Macaé, RJ, voltou a funcionar nesta quarta — Foto: Prefeitura de Macaé/ Divulgação

A Prefeitura disse que reconsiderou o fechamento do terminal a partir da observação de impactos negativos no transporte e trânsito, em decorrência do processo e em respeito ao cidadão.

Durante quatro dias, os pontos de integração ficaram na Praça Veríssimo de Melo e na Praça Washington Luiz. Os usuários do transporte público reclamaram de falta de orientação.

“A gente perguntava aos funcionários se era preciso pagar outra passagem e eles respondiam que não sabiam, que era para a gente descer e perguntar em outro lugar”, relatou a estudante Franciele Calazans, se referindo aos funcionários da Secretaria de Mobilidade Urbana e do Sistema Integrado de Transporte (SIT).

Franciele diz ainda que o local era mal iluminado à noite e não tinha segurança. Além disso, não havia organização.

“A gente tinha que ficar atento para correr na hora que o ônibus chegasse, porque a parada não tinha local fixo, era onde tivesse espaço”, contou a estudante, que comemorou a nova mudança no sistema de transporte.

“Pelo menos as pessoas sabem onde o ônibus vai parar, acaba sendo um pouco mais organizado”, disse a estudante.

A obra no terminal inclui a troca do forro, reparo do telhado, banheiros e baias, além de novas instalações elétrica e hidráulica. De acordo com a prefeitura, a reabertura do local foi feita “sem prejuízos ao cronograma de obras e ao atendimento à população, que terá sua rotina de transporte restabelecida com segurança e respeito”.

Outro passageiro que não quis ser identificado também reclamou da desorganização durante os quatro dias em que o espaço ficou fechado.

“O transporte público de Macaé está muito ruim e para piorar os funcionários não sabiam repassar nada para a gente”, disse o morador de Macaé.

 

Fonte Por Larissa Vilarinho*, G1 Região dos Lagos