REGIÃO DOS LAGOS – Homem morre após ser transferido para hospital com sintomas de meningite e dengue hemorrágica

Ele deu entrada na UPA de Cabo Frio onde os médicos suspeitaram das duas doenças, e morreu em um hospital de Casimiro de Abreu.

Hospital Municipal Ângela Maria Simões Menezes, em Casimiro de Abreu.

Um homem de 24 anos morreu no Hospital Municipal Ângela Maria Simões Menezes, em Casimiro de Abreu, no interior do Rio, neste sábado (30). Ele havia sido transferido da UPA de Cabo Frio, onde, segundo a Prefeitura, deu entrada no mesmo dia com sintomas de meningite e dengue hemorrágica, que são semelhantes.
A assessoria de comunicação de Casimiro de Abreu informou que toda a equipe médica que teve contato com o paciente tomou medicação preventiva contra meningite.
De acordo com a Prefeitura de Casimiro de Abreu, a vítima sofreu uma parada cardiorrespiratória pouco depois de chegar ao hospital “se queixando de formigamento nas mãos, febre, enjoo e dor de cabeça”. Ainda segundo a Prefeitura, amostras foram coletadas para a realização de exames com o objetivo de apontar a causa exata da morte.
Ainda de acordo com o município, não há previsão para que os resultados sejam divulgados e a reportagem aguarda informações sobre qual instituição fará a análise. O corpo do homem foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé.
Por meio de nota, a assessoria de comunicação da Prefeitura de Cabo Frio informou que “os médicos suspeitaram de meningite ou dengue hemorrágica, já que os sintomas das duas doenças são muito parecidos”. Dentre os citados na nota estão dor no corpo de corpo e febre.
Sobre a meningite
A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Segundo informações do Ministério da Saúde, a doença pode ser causada por agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos, ou também por processos não infecciosos.
“As meningites bacterianas e virais são as mais importantes do ponto de vista da saúde pública, devido sua magnitude, capacidade de ocasionar surtos, e no caso da meningite bacteriana, a gravidade dos casos”, diz o trecho publicado no site do Governo Federal, Portal da Saúde.
A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, através das vias respiratórias, por gotículas e secreções da nasofaringe, havendo necessidade de contato próximo e prolongado ou contato direto com as secreções respiratórias do paciente.
Os principais sinais e sintomas são febre, dor de cabeça, vômitos, náuseas, rigidez de nuca e/ou manchas vermelhas na pele (petéquias).

Sobre a dengue hemorrágica
De acordo com o Portal da Saúde do Governo Federal, a dengue hemorrágica é um estágio avançado da dengue clássica, uma doença febril aguda causada por um vírus que evolui de quadros inoperantes até quadros hemorrágicos. Os sintomas são similares aos da dengue clássica, porém evoluem rapidamente.
Os casos típicos da dengue hemorrágica são caracterizados por febre alta, fenômenos hemorrágicos e insuficiência circulatória. Outros sintomas que são vistos na dengue hemorrágica são dor abdominal intensa, vômitos persistentes, extremidades do corpo frias e desmaio.

Fonte G1/Inter TV





Publicidade: