REGIÃO DOS LAGOS – Morre homem que teve 90% do corpo queimado em Maricá; esposa é principal suspeita do crime

Divaldo Francisco Antunes, de 60 anos, morreu na tarde desta segunda-feira (19) em hospital da Baixada Fluminense.

 

Divaldo Francisco Antunes, de 60 anos, que teve 90% do corpo queimados, após uma briga com sua esposa, morreu na tarde desta segunda-feira (19) no Hospital Estadual Vereador Melchiades Calazans, na Baixada Fluminense. Segundo a Polícia Civil, a mulher dele é a principal suspeita do crime.

O homem ficou em estado grave após ser incendiado no domingo (18) no bairro Inoã, em Maricá, na Região dos Lagos do Rio. De acordo com a Polícia Civil, a motivação do crime foi uma briga familiar.

Hospital Municipal Conde Modesto Leal

A vítima foi encaminhada para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal em estado grave e logo depois transferida para uma unidade da Baixada Fluminense.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde informou que o paciente deu entrada na unidade com parada cardiorespiratória e 90% do corpo queimado, mas não resistiu aos ferimentos.

 

 

Fonte G1/Inter TV