REGIÃO DOS LAGOS – Polícia prende oito pessoas no Norte e Noroeste em megaoperação pelo Brasil e em cidades do interior do RJ

Prisões acontecem no Norte, Região dos Lagos e na Serra contra crimes graves. Objetivo é prender foragidos em todo o país

 

Seis pessoas foram presas em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, uma em Itaperuna e outra em Santo Antônio de Pádua, no Noroeste do estado na operação #PC27, que acontece em todo o Brasil na manhã desta quarta-feira (24).

Operação começou nas primeiras horas desta quarta-feira em Campos — Foto: Cléber Rodrigues/Inter TV

Policiais civis buscam cumprir 20 mandados de prisão em Campos contra crimes de homicídio, roubo e furto. Em Campos, são 15 mandados a serem cumpridos pela 134ª DP, do Centro, e cinco pela 146ª DP, de Guarus.

De acordo com a Polícia Civil, até o momento 75 pessoas foram presas no estado do Rio. Até por volta de 10h, foram cerca de 600 prisões em todo o país.

Operação nacional busca foragidos por crimes graves nos 26 estados e no DF

A operação nacional tem o objetivo de prender foragidos da Justiça por crimes graves como roubo, homicídio e estupro. A ação é coordenada pelo Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil.

Policiais também atuam nas cidades de Cabo Frio, Arraial do Cabo, Iguaba Grande, Araruama e Saquarema, na Região dos Lagos, em Casimiro de Abreu e Rio das Ostras, região metropolitana, e em Nova Friburgo e Petrópolis, na Serra.

Em Cabo Frio foram expedidos 10 mandados de prisão, mas nenhum foi cumprido até a última atualização dessa reportagem.

Os alvos dos mandados de prisão no Distrito Federal e nos 26 estados do Brasil são acusados de crimes graves como roubo, homicídio e estupro. Para a megaoperação foram expedidos mais de 1 mil mandados de prisão, mas até a última atualização desta reportagem não havia sido divulgado o balanço do total de presos no país.

O nome da operação #PC27 é uma referência à padronização de todas as polícias civis das 27 unidades federativas do país. Os mandados de prisão foram expedidos pela Justiça, após trabalho de investigação. Cada uma das polícias civis fez levantamento de inteligência para a operação.

A previsão é que o número de prisões seja anunciado após o cumprimento dos mandados.

 

 

Fonte G1/Inter TV