SÃO PEDRO DA ALDEIA – BULLYING E PREVENÇÃO AO SUICÍDIO SÃO TEMAS DE PALESTRAS NA SEMANA DA JUVENTUDE

A programação da Semana da Juventude em Ação, nesta quarta-feira (06), foi marcada pela realização de duas palestras que trouxeram luz aos temas do bullying, prevenção do suicídio e automutilação. Mais de 50 adolescentes participaram dos encontros, entre estudantes do 1º e 2º ano do Ensino Médio do Centro Educacional Missão de São Pedro, do Centro, e do 8º ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Nobu Yamagata, do bairro Poço Fundo. O projeto é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Agricultura, Trabalho e Pesca e tem como objetivo disseminar informações sobre temas comuns na vida dos jovens estudantes.

Foto: Jefferson Viana

“A Semana da Juventude em Ação tem a proposta de levar conhecimento e informação, abordando temas gerais do cotidiano dos jovens, como a questão do suicídio, do bullying e outros temas transversais. Já abordamos também sobre o mercado de trabalho, as doenças sexualmente transmissíveis, as tecnologias e as profissões do futuro. Se a gente conseguir atingir um jovem e ele se tornar uma ferramenta de transformação para outros, então estará cumprida a nossa missão”, destacou a coordenadora municipal de Qualificação Profissional, Vanusa de Arruda.

Foto: Jefferson Viana

No turno da manhã, a palestra sobre prevenção do suicídio foi conduzida pela coordenadora de Educação Preventiva da Secretaria de Educação, Maria Regina Silveira. Utilizando recursos visuais, a profissional falou sobre conceituação, mitos e verdades e os principais sinais de alerta da depressão, transtornos de ansiedade, automutilação. A abordagem incluiu, ainda, dados estatísticos sobre o suicídio no mundo todo.

Foto: Jefferson Viana

“Fizemos uma reflexão acerca da valorização da vida, das possibilidades de escolha e a importância da resiliência na superação das adversidades do dia a dia. Falamos do suicídio como problema de saúde, além da depressão, que, como o Ministério da Saúde diz, em 2020 será uma das principais causas de incapacidade até mesmo de trabalho. Então, a gente precisa abrir espaços de informação sobre essas temáticas pertinentes ao universo adolescente para que eles possam lidar com essas questões com mais facilidade e tenham uma vida mais saudável”, destacou Maria Regina.

Foto: Jefferson Viana

“Para os alunos, foi uma oportunidade de sair um pouco da sala de aula e vivenciar uma forma diferente de refletir e sobre si mesmos. Os alunos precisam se sentir valorizados, porque quando o aluno está como a autoestima elevada, isso reflete também na aprendizagem escolar”, comentou a professora de Geografia do Centro Educacional Missão de São Pedro, Thatiane Bittencourt.

A programação contou, ainda, com dinâmicas de grupo e roda de música com a participação dos alunos das oficinas de Teatro da Escola de Artes Municipal, Luiz Felipe Souza (violão) e Priscila Levino (voz).

Foto: Jefferson Viana

No período da tarde, o coordenador geral da Defesa Civil, Marcus Dothávio, desenvolveu o tema “Bullying” para alunos do 8º ano da Escola Estadual Nobu Yamagata. Mostrando exemplos de problemas gerados pela prática do Bullying, Dothávio mostrou aos estudantes casos ocorridos no Brasil e Estados Unidos, onde jovens cometeram atos violentos.

Foto: Jefferson Viana

“O Bullying é ruim para quem pratica e também para quem sofre. É uma prática que tanto pode ser feita diretamente ou, como é bastante comum hoje em dia, por meio das redes sociais. Temos recentemente o caso do cantor MC Gui, que ficou bastante conhecido recentemente ao zombar, via Internet, de uma menina em tratamento contra o câncer, o que o fez perder seguidores, fãs e contratos”, afirmou Dothávio.

Foto: Jefferson Viana

Presente na palestra, o secretário de Agricultura, Abastecimento e Pesca, Dimas Tadeu, comentou sobre o problema entre os jovens. “Quando escolhemos os temas da Semana da Juventude, imaginamos que esse do Bullyng mexeria com os participantes. Essa prática é muito ruim, causa dor e sofrimento não só para quem sofre, mas também para quem comete, pois esse também tem problemas”, disse.

 

 

Fonte ASCOM/PMSPA

Por Raíra Morena