SÃO PEDRO DA ALDEIA – Homem é preso e polícia apreende tonelada de camarão em operação contra pesca ilegal

Investigações apontam que locais de armazenamento ficam em São Pedro da Aldeia. A pesca está proibida por conta do período de defeso.

 

Um homem foi preso em flagrante e 80 caixas, com o total de uma tonelada de camarão, foram apreendidas pela Polícia Federal na “Operação Arrasto”, que acontece em São Pedro da Aldeia nesta quinta-feira (18) para coibir a pesca ilegal durante o período de defeso na Lagoa de Araruama, Região dos Lagos do Rio.

Operação Arrasto, em São Pedro da Aldeia, coibe pesca ilegal — Foto: Alcimar Costa/ Inter TV

O produto apreendido está sendo distribuído em ONGs. O objetivo é cumprir sete mandados de busca e apreensão.

A investigação da PF em conjunto com o Ministério Público Federal durou cerca de seis meses e comprovou a prática da pesca ilegal, que causa grande impacto na população de camarões, podendo levar à extinção da espécie no local.

Camarão será distribuído em ONGs — Foto: Leando Mitidieri

“Nossa investigação começou a partir de denúncias feitas pela fiscalização da Guarda Municipal e também de movimentos que nos ajudam a controlar quem está fazendo essa pesca ilegal”, disse o procurador da República, Leandro Mitidieri.

O defeso total tem o objetivo de preservar o período de reprodução das espécies. A medida é válida nos municípios de Araruama, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia.

Envolvidos poderão responder por crime ambiental e organização criminosa — Foto: Alcimar Costa/ Inter TV

Segundo o Ministério Público Federal, as pessoas envolvidas poderão responder por crime ambiental e organização criminosa, caso sejam condenadas.

A pesca está proibida durante três meses, entre o dia 1º de agosto e 31 de outubro, na Lagoa de Araruama, maior complexo lagunar de água salgada do mundo.

PF recebeu denúncias de onde estaria armazenado o produto em São Pedro da Aldeia — Foto: Leandro Mitidieri

Os trabalhadores que dependem da atividade e são cadastrados no Ministério da Pesca e Agricultura recebem o seguro-defeso. O benefício no valor de um salário mínimo por mês é liberado pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Fonte G1/Inter TV