SÃO PEDRO DA ALDEIA – Horto Escola de São Pedro da Aldeia oferece curso de arte em retalhos

A Prefeitura de São Pedro da Aldeia está promovendo aulas de artesanato, com foco no reaproveitamento de retalhos, no Horto Escola Artesanal. Com duração de três meses, as atividades acontecem às segundas, terças ou quartas-feiras, nos turnos manhã e tarde. Os interessados ainda podem realizar sua inscrição na unidade, portando identidade, CPF e uma foto 3×4. O Horto Escola Artesanal está localizado na Rodovia Amaral Peixoto, s/nº, km 107, no bairro Balneário das Conchas.

Fotos: Renato Fulgoni

De acordo com a diretora da unidade, Luciane Duá, o Horto Escola Artesanal foi reinaugurado no intuito de oferecer oficinas gratuitas para a população. “A procura dos moradores de São Pedro da Aldeia pelos cursos que oferecemos é grande e o legal é que também recebemos pessoas de outros municípios aqui, interessados nas oportunidades que oferecemos. A cada três meses, a oficina de artesanato vai inovando e oferecendo outras ações diferenciadas”, comentou.

Fotos: Renato Fulgoni

As aulas para o curso de reaproveitamento de retalhos acontecem duas vezes na semana, às segundas e quartas-feiras, das 13h30 às 15h, com a instrutora Eliane Gaspar, e às terças e quartas-feiras, das 9h às 11h, com Kátia Rodrigues. A oficina é gratuita e cada aluno deve levar seu próprio material. Ao final das atividades, os participantes receberão certificado.

Fotos: Renato Fulgoni

Uma das instrutoras da oficina de artesanato, Eliane Gaspar explicou como funciona a iniciativa. “Os cursos são gratuitos, mas cada aluno precisa trazer seu material. Nós solicitamos o material para a aula seguinte, de acordo com o que está na programação para o curso. O Horto Escola oferece oficinas pela manhã e pela tarde, o que dá flexibilidade para o aluno escolher aquilo que é melhor para ele. Ao longo do ano, nós vamos propondo novas oficinas, que surgem de sugestões também”, falou.

Fotos: Renato Fulgoni

Para a instrutora Kátia Rodrigues, as oficinas são preparadas de forma a facilitar o aprendizado. “Nós procuramos instruir sobre artesanato de forma dinâmica, modificando o curso de acordo com o interesse do público a cada três meses. Ofertamos materiais de baixo custo para que a pessoa possa reproduzir isso na sua casa, além de associar a atividade à sua identidade local, como fonte de renda. Queremos que os alunos saiam daqui capazes de produzir um artesanato bonito”, disse.

Fotos: Renato Fulgoni

Uma das alunas da oficina é Cíntia Monteiro, moradora do município de Cabo Frio. “É uma delícia passar o dia aqui, aprendendo várias coisas, é como uma terapia para mim. Costumo dizer que saber não ocupa espaço. É muito bacana a Prefeitura da cidade ter essa iniciativa de oferecer cursos gratuitos. Faça aulas com pessoas de todas as idades. Nos dias de hoje, ter a oportunidade de fazer algo diferente é uma benção, venho para cá feliz da vida”, afirmou.

Fotos: Renato Fulgoni

Fonte – ASCOM/PMSPA
Texto: Gabrielly Costa
Fotos: Renato Fulgoni