Casa da Cultura de São Pedro da Aldeia apresenta exposição de artesanato

A mostra “Mosaico Criativo”, assinada por Guaracy Rodrigues, tem inspiração na vida marinha 

A Casa da Cultura Gabriel Joaquim dos Santos, em São Pedro da Aldeia, inaugura, nesta quinta-feira (22), a exposição de artesanato “Mosaico Criativo”. Assinada pelo artesão Guaracy Rodrigues, a mostra reúne 42 peças criadas a partir de espelhos, vasos e suportes de madeira, tendo como inspiração a vida marinha. A abertura será marcada por uma live, às 18h, via página da Secretaria Adjunta de Cultura (facebook.com/culturapmspa). A visitação ao público será aberta a partir da sexta-feira (23), das 9h às 17h. A entrada é gratuita com restrição de até cinco pessoas por vez para evitar aglomerações. 

Os trabalhos são feitos com a técnica do mosaico decorativo e poderão ser conferidos de perto pelos visitantes – alguns deles também estarão à venda. As obras, em sua maioria, foram confeccionadas com conchas e pedras decorativas, e combinam uma diversidade de cores e figuras. 

“Ficamos muito felizes por receber mais uma exposição. Mais uma vez, a equipe da Secretaria de Cultura está se empenhando muito na montagem e preparação do espaço para receber os visitantes com muito carinho e responsabilidade, com o devido controle do acesso e adoção das medidas de prevenção à Covid-19. Para nós, é sempre motivo de orgulho ver essa Casa repleta de obras, assinadas pelos artistas e artesãos locais”, destacou o secretário adjunto de Cultura, Thiago Marques. 

Este ano, o artesão faz sua estreia como expositor na Casa da Cultura aldeense. “Essa parceria com a Cultura é muito importante não só para mim, mas representa muito para todos aqueles que, como eu, dependem da sua arte para viver e gostariam de ter o seu artesanato valorizado”, disse. 

Inspiração 

Autodidata e morador do bairro Poço Fundo há sete anos, Guaracy Rodrigues também é adepto da prática do reaproveitamento de materiais. “Já fiz peças com tampões de mesa e pedaços de madeira que encontrei na rua e até com caixa de ovo. Eu utilizo qualquer material ao meu alcance. Minha criatividade surge de qualquer lugar, sou muito observador. Minha principal preocupação é sempre com o acabamento, que pode levar meses”, conta o carioca, que há 15 anos atua profissionalmente como artesão. 

Carro-chefe de sua produção, os espelhos estilizados são um dos grandes atrativos da exposição. Para a confecção das peças, o artesão busca inspiração no fundo do mar. É nas areias da Praia do Sol que o artesão costuma retirar sua principal matéria-prima: as conchas. No seu ateliê, em casa, elas passam por um processo de limpeza e secagem. “De todo o volume de conchas que eu pego, que a maré me traz, eu utilizo 30%. O resto volta para o mar”, ressalta. Vale lembrar que Guaracy também possui o registro de artesão junto do Governo Federal, que reconhece o trabalho com as conchas. 


Com informações da ASCOM/PMSPA
Texto: Raíra Morena
Fotos: Divulgação/Arquivo pessoal


Últimas Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *