Covid-19: São Pedro da Aldeia acompanha curva nacional e tem uma das semanas mais letais da pandemia

Governo municipal reforça pedido à população para que os cuidados e precauções sejam redobrados devido à gravidade do momento

São Pedro da Aldeia enfrenta um dos momentos mais críticos desde o início da pandemia da Covid-19, com alta considerável no número de mortes causadas pela doença. No período entre 23 e 29 de março, a rede municipal de saúde registrou a perda de 16 vidas para a doença. Os óbitos passam a ser contabilizados no Boletim Coronavirus desta quarta-feira (31), acompanhando a curva epidemiológica nacional, que registra picos inéditos na média diária de mortes em decorrência da propagação do vírus.

Estado do RJ classifica São Pedro da Aldeia com o bandeiramento de cor vermelha

De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde, dos pacientes que vieram a óbito, oito eram idosos e sete eram da faixa-etária conhecida como meia-idade (45 a 59 anos). Uma das vítimas tinha 34 anos e possuía comorbidades. Nenhuma das mortes foi ocasionada por falta de oxigênio, insumos ou leitos, apesar da ocupação nas Unidades de Pacientes Graves (UPG) e nos Leitos de Observação variar entre 70% a 100% nas últimas semanas.

A equipe médica aldeense constatou que muitos pacientes chegaram às unidades de saúde já com sintomas graves e avançado comprometimento das funções respiratórias, o que reduz consideravelmente as chances de recuperação. O atendimento precoce, diante dos sintomas mais clássicos da doença, deve ser buscado imediatamente nos postos de saúde de referência ou no Centro de Triagem e Tratamento da Covid-19, anexo ao Pronto-Socorro Municipal.

Segundo o Ministério da Saúde, o mês de março de 2021 acumula cerca de 60 mil óbitos em todo o país, tornando-se o mais fatal no Brasil desde a detecção do vírus. O número representa quase o dobro de mortes registradas em julho de 2020, que havia ficado marcado como o pior mês da pandemia até então. Os dados também levam o país a liderar o ranking mundial de mortes neste mês. Com isso, o Governo Municipal reforça o pedido para que a população aldeense colabore, redobrando os cuidados e as precauções que a gravidade do momento requer.

A prefeitura destaca que São Pedro da Aldeia é uma das cidades que mais avança no calendário de imunização em idosos, por idade, na Baixada Litorânea. No primeiro dia de vacinação em idosos de 67 anos ou mais, aproximadamente 1.500 doses foram aplicadas. Além disso, reuniões são realizadas com o governo estadual em busca de novos leitos, assim como a oferta de medicamento para pacientes que compareçam aos postos de saúde apresentando os sintomas iniciais, campanha de conscientização e instalação de barreiras de fiscalização para conter a entrada de turistas na cidade.

A gestão municipal reforça que todas as medidas são realizadas para que, prioritariamente, as vidas aldeenses sejam preservadas. O município trabalha incansavelmente para manter, também, o equilíbrio epidemiológico e econômico.

A prefeitura, assim como todos os profissionais da saúde pública, presta solidariedade às famílias vítimas da Covid, reafirmando o compromisso de lutar com todos os recursos possíveis na linha de frente contra a doença.

Com informações da ASCOM/PMSPA


Últimas Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *