EVENTO – Acompanhe o cronograma do evento na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia nesse sábado (21)

Acompanhe o cronograma de eventos alusivo ao Portões Abertos da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia.

Centenário da Marinha

Para comemorar o Centenário da Aviação Naval junto à sociedade civil, no dia 21 de maio, de 9h às 17h, será realizado o‘Portões Abertos’ da Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia (BAeNSPA). O evento pretende proporcionar ao público da Região dos Lagos um dia de lazer no Complexo Aeronaval, onde as famílias poderão acompanhar de perto demonstrações aéreas das aeronaves da Marinha e da Esquadrilha da Fumaça (pertencente à Força Aérea Brasileira – FAB).
Ao longo de todo dia haverá ainda, exposição de viaturas anfíbias, demonstração de cães dos Fuzileiros Navais, Banda Marcial, atendimento médico e odontológico, recreação infantil, entre outras atrações. A entrada é gratuita.
O evento comemora ainda, os 50 anos da BAeNSPA, única Base Aérea da Marinha do Brasil, criada em 10 de maio de 1966, no município de São Pedro da Aldeia e que ocupa um perímetro de 23 km. Em 2013, o ‘Portões Abertos’ da BAeNSPA reuniu cerca de 9.000 pessoas.

No último sábado, a Aeronave Super Puma UH 14 ficou em exposição em São Pedro da Aldeia – Comemorações pelo centenário da Marinha

CENTENÁRIO DA AVIAÇÃO DA MARINHA
No dia 23 de agosto de 2016 a Aviação da Marinha do Brasil completará 100 anos de história. Nessas dez décadas a Aviação Naval esteve presente em momentos importantes da história brasileira, criando a primeira escola militar de aviação do País e, portanto, tornando-se o berço da nossa aviação militar. Como pioneira no Brasil, a Aviação Naval contribuiu com o desbravamento das rotas aéreas do litoral e em operações de patrulha durante a Primeira Guerra Mundial. Em 1941, a Aviação da Marinha cedeu pessoal, bases aéreas navais e aviões para a criação da Força Aérea Brasileira. Atualmente, além de patrulhar nossos mares e águas interiores, nossos aviões e helicópteros são rotineiramente requisitados para diversas missões, tais como atividades de busca e salvamento, assistência hospitalar aos ribeirinhos da Amazônia e Pantanal Matogrossense, além de apoio à defesa civil em situações de calamidade pública, tais como enchentes, incêndios florestais e desastres ambientais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *