Suspeito de sequestrar criança de 2 anos em Carangola é preso em Rio das Ostras

Na ação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) Zona da Mata o menino foi encontrado e será levado para a mãe.

O suspeito de sequestrar uma criança de 2 anos em Carangola (MG) foi preso nesta segunda-feira (23) em Rio das Ostras (RJ). Na ação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) Zona da Mata o menino foi encontrado e será levado para a mãe.

De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o sequestro ocorreu no dia 30 de abril deste ano e na manhã desta segunda foi realizada a Operação “Themis”, desencadeada após intenso trabalho de investigação e que resultou na prisão do suspeito.

O coordenador do Gaeco Zona da Mata, promotor de Justiça Breno Costa da Silva Coelho, destacou o alto grau de reprovabilidade da ação cometida pelo suspeito.

“Crimes praticados contra crianças possuem um elevado grau de reprovabilidade, seja pela natural vulnerabilidade das vítimas, seja pelo menosprezo dos autores com a ordem pública e com os padrões éticos mínimos exigidos na vida em sociedade”.

25º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro

Além do Gaeco Zona da Mata – Unidade Visconde do Rio Branco, a ação contou com o Gaeco Central do MPMG, Gaeco do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), GAPs de Cabo Frio e de Rio das Ostras e 5ª Companhia do 25º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro (PMRJ).

Operação ‘Themis’

O nome da operação faz alusão à deusa da justiça, protetora dos oprimidos, que personifica a ordem, a justiça e a lei.

Com informações do G1 – Por Fellype Alberto, g1 Zona da Mata

No dia do padroeiro, fé em Pedro e tradições religiosas evidenciam identidade aldeense

Feriado do padroeiro é comemorado com festividades em São Pedro da Aldeia

As festividades em homenagem ao santo padroeiro de São Pedro da Aldeia prometem animar o feriado nesta quarta-feira (29). Além das missas e novenas, será realizada a tradicional procissão marítima em celebração ao protetor dos pescadores, seguida pela procissão terrestre. À noite, a população pode se deliciar com barraquinhas de petiscos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *