Você sabe o que é diástase abdominal?

A diástase abdominal é o afastamento dos músculos abdominais e do tecido conjuntivo que geralmente acontece durante a gravidez e pós-parto. No entanto, a diástase também pode acontecer fora da gravidez, especialmente em pessoas que levantam objetos muito pesados numa postura incorreta.

Segundo o Espaço Tao Corpo & Terapias, em São Pedro da Aldeia, o tratamento para corrigir a diástase abdominal pode ser feito com exercícios, fisioterapia ou, em último caso, cirurgia, principalmente quando o afastamento é maior que 5 cm e os exercícios não foram eficazes para corrigir a situação.

Como saber se tenho diástase abdominal

É possível desconfiar de que se está com uma diástase depois do parto ao sentir a região abaixo do umbigo muito mole e flácida ou observar uma protuberância no abdômen ao levar algum peso, agachar ou tossir, por exemplo.

Algumas situações que favorecem o desenvolvimento da diástase abdominal são:

  • ter mais de uma gestação,
  • ter uma gravidez de gêmeos,
  • dar à luz um bebê com mais de 4 kg,
  • ter idade superior a 35 anos.

Quando não está relacionada a gravidez, a diástase normalmente ocorre devido a fraqueza dos músculos abdominais.

Como acabar com a diástase pós-parto?

As opções de tratamento para curar a diástase abdominal e ficar com a barriga durinha novamente são: 

1. Exercícios de Pilates Clínico

2. Fisioterapia

  1. Cirurgia

Tempo de tratamento

O tempo de tratamento pode variar de acordo com o tamanho da diástase, já que quanto maior for o espaçamento, mais difícil e demora será o tratamento. Porém cada caso será avaliado pelo fisioterapeuta, que dará uma estimativa de tempo.

Complicações da diástase

A principal complicação da diástase abdominal é o surgimento da dor na região lombar. Quando este músculo está muito fraco, a coluna fica sobrecarregada e há um maior risco de desenvolver lesão nesta região.

DICAS

Você sabe o que é diástase abdominal?

Você sabe o que é diástase abdominal?

Segundo o Espaço Tao Corpo & Terapias, em São Pedro da Aldeia, o tratamento para corrigir a diástase abdominal pode ser feito com exercícios, fisioterapia ou, em último caso, cirurgia, principalmente quando o afastamento é maior que 5 cm e os exercícios não foram eficazes para corrigir a situação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *