Defesa Civil interdita Mirante do Morro do Arpoador em Cabo Frio

Em abril de 2020 a prefeitura anunciou uma obra com o investimento de R$ 2,9 milhões no local. Quase dois anos após o comunicado, as obras ainda não foram concluídas.

A prefeitura de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Rio, interditou nesta sexta-feira (3), o Mirante do Morro do Arpoador, também conhecido como o Mirante do Canto do Forte, que fica localizado na Praia do Forte. De acordo com a prefeitura, a interdição foi feita após uma vistoria da Defesa Civil.

Nesta quinta-feira (2), quando o local ainda estava liberado para visitação, a equipe do RJ1 esteve lá para conferir o estado de conservação. A equipe percorreu o caminho que os visitantes precisam fazer para subir no mirante, e encontrou mato alto, buracos no chão, solo desnivelado, e corrimãos quebrados. Além disso, os bancos e o piso de madeira que existiam no local foram retirados.

Em 2020, a prefeitura anunciou que o mirante passaria por uma obra de recuperação que também englobaria a drenagem e o calçamento de toda a Avenida Almirante Barroso. O valor total do investimento era de R$ 2.978.827,49 e a contrapartida da prefeitura de R$ 83.086,10.

A licitação para a obra foi realizada no dia 4 de abril de 2020 e o contrato foi assinado no dia 29 de junho do mesmo ano. Quase dois anos depois, as obras ainda não foram concluídas.

De acordo com prefeitura de Cabo Frio, a obra foi interrompida em 2021 após a empresa responsável pedir um aditivo no contato, que foi negado.

Ainda segundo a prefeitura, em virtude da rescisão do antigo contato, está sendo preparado um novo edital cujo o chamamento está previsto para ocorrer em 40 dias.

Com informações do G1

No dia do padroeiro, fé em Pedro e tradições religiosas evidenciam identidade aldeense

Feriado do padroeiro é comemorado com festividades em São Pedro da Aldeia

As festividades em homenagem ao santo padroeiro de São Pedro da Aldeia prometem animar o feriado nesta quarta-feira (29). Além das missas e novenas, será realizada a tradicional procissão marítima em celebração ao protetor dos pescadores, seguida pela procissão terrestre. À noite, a população pode se deliciar com barraquinhas de petiscos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *